O elenco atual foi formado sem que o Paraná Clube recorresse a parcerias. Porém, Ricardinho deixou claro que não é contra o bom relacionamento com empresários de futebol. “Tenho muitos amigos empresários. Se o jogador é bom e está nos planos do clube, não importa a quem ele é vinculado”, destacou. O Tricolor mantém, assim, suas portas abertas para a Amaral Sports.

Na semana passada, houve uma reunião entre Marcos Amaral e os dirigentes paranistas, onde o assunto principal girou em torno da volta de Wellington. O meio-campo, que hoje defende o Bragantino no Paulistão, está nos planos do Tricolor. “Temos interesse sim. Só não vamos entrar em leilão”, avisa o superintendente Celso Bittencourt, sabendo que o atleta já teria sondagens de outros clubes.

Outro atleta da Amaral Sports tem retorno certo à Vila Capanema. O volante Cambará, que também está no Bragantino, volta logo após o Paulistão, pois tem contrato de mais três anos com o Paraná. O zagueiro Amarildo, que está no Novo Hamburgo-RS, também é reforço garantido para a Série B.