O Paraná Clube, ao que tudo indica, voltará a contar com seu “time original” no jogo decisivo contra o Gama. O técnico Paulo Comelli confirmou a intenção de armar a equipe com os volantes Agenor e Pituca, que estiveram fora das três últimas partidas do Tricolor nesta Série B. Com a ausência de Daniel Marques, suspenso, o treinador retoma o 4-4-2, na busca pelo fim do sofrimento.

Mesmo considerando a necessidade de se chegar no mínimo aos 45 pontos para se safar do rebaixamento para a Terceirona, os tricolores têm a convicção que com uma vitória no Distrito Federal. E o Paraná estará muito próximo do objetivo.

Comelli nunca escondeu que o sistema com três zagueiros foi uma opção emergencial, diante da ausência de alguns jogadores. Em especial Agenor, único volante do grupo com característica para exercer, quando necessário, a função de um terceiro zagueiro.

Assim, o time que deverá ser confirmado no coletivo desta tarde terá a mesma formatação utilizada na maior parte deste returno, onde o Paraná reagiu, saiu da zona do rebaixamento, mas não conseguiu eliminar o risco de degola. O time terá também as voltas do goleiro Mauro e do atacante Ricardinho.

O treinador ainda deixou no ar a possibilidade de um revezamento entre Rodrigo Pimpão e Éder no ataque. Vale lembrar que Pimpão, com dores musculares, foi poupado dos treinos de ontem.

Na lateral esquerda, a comissão técnica aguarda um parecer do departamento médico quanto às condições de Fabinho. Com uma contratura muscular, ele permaneceu os últimos dias em tratamento e hoje será testado.

Se não reunir condições, Rogerinho reaparece no time. A provável formação do Tricolor é a seguinte: Mauro; Murilo, Leandro, Fabrício e Fabinho (Rogerinho); Agenor, Pituca, Kleber e Giuliano; Rodrigo Pimpão (Éder) e Ricardinho.