O Paraná Clube driblou eventuais assédios aos seus jogadores e não terá baixas para a sequência da Série B. A manutenção do grupo que chegou à liderança da competição após sete rodadas é a cartada da diretoria para se manter forte na luta por uma vaga na elite do futebol brasileiro.

“Não é momento para sair ninguém. Todos estão satisfeitos e estamos arquivando algumas sondagens que surgiram durante as últimas semanas”, disse o empresário Marcos Amaral, hoje principal parceiro do Paraná.

Internamente, havia um temor que o desempenho quase impecável do time nas sete primeiras rodadas da Segundona pudesse resultar na saída de alguns atletas.

Porém, desde o início o vice de futebol Aramis Tissot avisava que na sua cabeça essa possibilidade não existia. “Todos têm contrato e não sou de liberar ninguém com facilidade. Para sair, só pagando bem”, disse.

Ao contrário, o Paraná Clube busca reforços, como um zagueiro e um atacante, que se uniriam ao meia William como as “caras novas” para o período pós-Copa. A palavra final sobre a necessidade de novas peças será do técnico Marcelo Oliveira, que retorna a Curitiba amanhã. A reapresentação do grupo está programada para 15h30, na Vila Capanema.