No primeiro confronto do ano entre Paraná Clube e Athletico, o placar ficou igualado em 1×1, com o Furacão indo buscar o empate de forma desesperada e conseguindo na reta final. No jogo válido pela quinta rodada da Taça Barcímio Sicupira, o primeiro turno do Campeonato Paranaense, o Tricolor foi superior na maior parte na disputa que aconteceu na Vila Capanema neste domingo (3), mas o Rubro-Negro conseguiu se organizar e saiu também com um ponto.

Um resultado que ficou ruim para os dois lados. O time paranista ficou com seis pontos, três a menos que o Coritiba, segundo colocado do Grupo B. Já os atleticanos tem cinco pontos no Grupo A, três a menos que o vice-líder Operário.

O próximo compromisso do Paraná na competição é diante do Londrina, no domingo (10), na casa do adversário, enquanto o Athletico recebe o Cianorte, na Arena da Baixada, no mesmo dia.

Confira como foi o jogo no Tempo Real da Tribuna

As duas equipes entraram em campo apostando no “tudo ou nada”, já que uma derrota, para qualquer um dos lados poderia significar eliminação da primeira metade do Estadual. Pela terceira vez consecutiva, o técnico Rafael Guanaes, do Furacão, entrou com o mesmo time titular. Já Dado Cavalcanti, comandante paranista, que tinha poupado parte de seu elenco na última partida diante do Maringá, mudou muito o grupo titular. Apenas cinco atletas permaneceram entre os 11 iniciais em comparação à partida anterior.

O goleiro Léo foi alvo de muitas vaias durante os 90 minutos. Pela primeira vez de volta à Vila Capanema desde 2017, o jogador do Rubro-Negro era muito cobrado pela torcida paranista quando tinha a posse da bola. Isso porque há dois anos, quando estava em seu auge no Tricolor, o arqueiro optou por ir ao Athletico em uma negociação que pegou todos de surpresa, já que ele só comunicou a transferência quando já estava concluída.

Jenison correu comemorar o gol com a torcida do Paraná Clube. Foto: Albari Rosa
Jenison correu comemorar o gol com a torcida do Paraná Clube. Foto: Albari Rosa

Quando a bola rolou, o Paraná Clube começou dominando a partida, apostando nas jogadas ofensivas em velocidade em cima das laterais do Athletico. E não demorou para que a estratégia desse certo. Aos 11 minutos, pelo lado esquerdo, em cima de Reginaldo, Higor Leite fez tabela com Fernando Neto, que cruzou na área. O centroavante Jenison só teve o trabalho de cabecear e mandar para o fundo das redes, abrindo o placar.

O atacante Rodrigo Carioca, que estava sendo importante para a formação das jogadas paranistas, sentiu fortes dores no músculo posterior da coxa e precisou ser substituído ainda aos 22 minutos, o que diminuiu a agressividade paranista. Porém, o time se manteve organizado com a entrada de Alesson e seguiu pressionando para ampliar.

A melhor chance do Rubro-Negro no primeiro tempo aconteceu somente aos 42 minutos. Depois de tabela entre Marquinho e Bergson, o meia chutou de bico e Thiago Rodrigues teve que se esticar para defender. Em uma partida de marcação forte, ao final da primeira etapa quatro cartões amarelos já haviam sido distribuídos, dois para cada lado.

+ Confira os jogos e a classificação do Campeonato Paranaense

No segundo tempo, a chuva que estava espaçada nos 45 minutos iniciais passou a não dar trégua e o campo ficou mais pesado, dificultando as jogadas. Algumas finalizações dos dois lados deixaram a desejar, como a de Alesson, aos 24, que em velocidade subiu pela esquerda, mas na hora de concluir, isolou.

Vitinho marcou o gol do Athletico no final do segundo tempo. Foto: Cassiano Rosário
Vitinho marcou o gol do Athletico no final do segundo tempo. Foto: Cassiano Rosário

O Rubro-Negro passou a atuar com mais ofensividade, com a entrada de jogadores mais ofensivos. Porém, permitia que o Paraná Clube conseguisse contra-ataques perigosos, além de, lá atrás, afastar muitas oportunidades com boas atuações de Éder Sciola e Thiago Rodrigues.

Na reta final, Maicosuel perdeu grande chance de definir a vitória para o Tricolor, mas a bola passou rente à trave. Em seguida, veio o castigo. Fernando Neto, um dos destaques da partida errou na saída de bola e permitiu que o Furacão puxasse um contra-ataque. Bruno Rodrigues bateu, Thiago Rodrigues deu rebote e o jovem Vitinho empatou, dando números finais ao confronto, que não foi bom para ninguém.

FICHA TÉCNICA

CAMPEONATO PARANAENSE
Taça Barcímio Sicupira – 5ª Rodada

PARANÁ 1×1 ATHLETICO

Paraná Clube
Thiago Rodrigues; Éder Sciola, Rodolfo, Timbó e Guilherme Santos; Luiz Otávio, Fernando Neto e Higor Leite (Maicosuel); Andrey (Keslley), Rodrigo Carioca (Alesson) e Jenison.
Técnico: Dado Cavalcanti

Athletico
Léo; Reginaldo (Vitinho), Robson Bambu, Eder e Nicolas; Erick, Marquinho e Matheus Anjos; João Pedro (Demethryus), Anderson Plata (Bruno Rodrigues) e Bergson.
Técnico: Rafael Guanaes

Local: Vila Capanema
Árbitro: Rodolpho Toski Marques (Fifa)
Assistentes: Ivan Carlos Bohn e João Fábio Machado Brischiliari
Gols: Jenison, aos 11 do 1ºT (PAR); Vitinho, aos 37 do 2ºT (CAP)
Cartões amarelos: Andrey, Éder Sciola (PAR); Bergson, Marquinho, Éder, Robson Bambu (CAP)
Cartão vermelho: Erick, 49 do 2º
Público pagante: 3.559
Público total: 4.367
Renda: R$ 116.766,00

APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!