O Paraná Clube deverá encerrar, nos próximos dias, seu ciclo de contratações para a largada do Paranaense. Sem nenhum ‘medalhão’ ou jogador de maior expressão, a diretriz é apostar em jovens promissores. Mesmo tendo oficialmente anunciado apenas três reforços, outras seis contratações estão definidas, aguardando apenas o fim de seus vínculos com os clubes de origem para serem divulgadas. É o caso do lateral-esquerdo Murilo, de apenas 20 anos, revelação do Guarani. O atleta já teria um pré-contrato assinado com o Tricolor.

Até o momento, o Paraná só anunciou os acertos com Júnior Lopes (zagueiro), Keno e Danilo Galvão (atacantes). Os outros já acertados são João Ricardo (goleiro), Naylhor (zagueiro), Breno Lopes e Murilo (laterais), Fabian Coronel (volante) e Paulo Roberto (atacante), num indicativo claro sobre o ‘campo de observações’ do clube: as Séries B, C e D do Brasileiro. A partir dessa prospecção de jogadores enquadrados na filosofia do clube, sob aspectos técnicos e financeiros, é que as transações foram direcionadas, através da Amaral Sports.

Murilo Rusalen é paulista de São Caetano do Sul e em fevereiro completa 21 anos. Revelado nas categorias de base do Guarani, atuou em apenas um jogo da Série C, exatamente a melancólica despedida do time bugrino da competição, num empate por 1×1 com o Crac de Catalão. A sua contratação é um indicativo de que o Paraná irá redirecionar o planejamento em relação à lateral-esquerda. Na última Série B, três jogadores foram utilizados no setor: Paulinho, Henrique Ávila e Tiago Silva. Paulinho não teve seu contrato renovado e já foi embora, enquanto Tiago Silva está sendo emprestado. Resta saber qual será o direcionamento dado a Ávila.

Além destas contratações, o Paraná ainda buscaria mais três peças para ‘fechar’ o grupo visando a pré-temporada. Entre essas carências estaria, ainda, a busca por mais um centroavante. O clube pretende concluir todas essas transações até o dia 2 de janeiro, data da reapresentação do elenco. A meta é fazer com que o técnico Milton Mendes tenha seu grupo de trabalho definido para o início da pré-temporada, que será no Ninho da Gralha, em Quatro Barras. Com um total de doze contratações – ao menos esta é a estimativa – o Tricolor reporia as peças que foram ‘desligadas’ após o encerramento da Série B.