Foto: Vipcomm

Zaga paranista não segurou o bom ataque do Vasco da Gama.

O Paraná Clube bem que tentou, mas não conseguiu evitar o que já era esperado há algumas rodadas, a queda para a segunda divisão do campeonato brasileiro em 2008, ao ser derrotado por 3 a 0 pelo Vasco da Gama.

O jogo em São Januário teve duas etapas distintas. No primeiro tempo, a equipe paranista ficou com um jogador a menos logo no início, após a expulsão do garoto Everton que aplicou um carrinho no lateral vascaíno Wagner Diniz.

Mesmo com um jogador a mais, o Vasco da Gama criou apenas uma grande oportunidade de gol com Alan Kardec que cabeceou uma bola cruzada por Leandro Amaral, obrigando o goleiro Gabriel a realizar uma linda defesa. O Paraná Clube soube segurar o ímpeto do adversário e até criou algumas oportunidades na base do contra-ataque. No final do primeiro tempo, com segunda divisão.

No início da segunda etapa, quando se esperava da equipe do Paraná Clube uma postura mais ofensiva, aconteceu exatamente o contrário. O time foi sufocado pelo Vasco da Gama que tomou as rédeas da partida e marcou três gols em 25 minutos, liquidando as esperanças do time da Vila Capanema. Nos últimos 20 minutos coube ao Vasco da Gama tocar a bola, perder mais algumas oportunidades, e assistir ao desespero dos jogadores do Paraná Clube, que lutaram até o fim, mas não conseguiram reverter o resultado.

O mais triste para o torcedor paranista é lembrar que em 2007 o time disputou a Taça Libertadores da América e esteve entre os líderes do Brasileirão nas primeiras rodadas do campeonato, além de ter em Josiel o artilheiro da competição. Agora, só resta ao Paraná Clube juntar os cacos e se preparar para a dura realidade que é disputar a Segundona em 2008 tendo, evidentemente, como principal objetivo o retorno à elite do futebol brasileiro em 2009.

Demais rebaixados

Além de América-RN e Juventude que já estavam rebaixados, a última rodada rebaixou também o Corinthians, que empatou com o Grêmio por 1 a 1, em Porto Alegre. O resultado foi insuficiente para livrar a equipe paulista, que disputará a segunda divisão pela primeira vez na sua história, pois o Goiás venceu o Internacional por 2 a 1, em Goiânia, e conseguiu escapar da degola.

Atlético na Copa Sul-Americana em 2008

 Foto: Valquir Aureliano

Galera atleticana fez a festa na Baixada.

O Furacão, que começou o Brasileirão cambaleando e esteve na zona do rebaixamento por várias rodadas, terminou o ano de uma forma honrosa, alcançando uma vaga na Copa Sul-Americana de 2008, após vencer o São Paulo por 2 a 1, com um gol do zagueiro Antônio Carlos, aos 47 minutos do segundo tempo.

O jogo em si foi fraco tecnicamente e tanto Atlético quanto São Paulo atuaram com vários jogadores reservas. Ainda assim, a obrigação de vencer era do rubro-negro, que marcou o primeiro gol logo aos 11 minutos, com Marcelo Ramos. Contudo, o jogo se arrastou sem grandes emoções e o Atlético foi para o intervalo com a vitória parcial.

No segundo tempo, o Atlético voltou com um pouco mais de vontade e perdeu duas boas oportunidades logo nos primeiros minutos. Passado o ímpeto inicial atleticano, o jogo voltou a ficar equilibrado e seguiu assim até os 37 minutos quando Francisco Alex apareceu livre na área atleticana e empatou a partida.

O resultado tirava o Atlético da Copa Sul-Americana e na base do tudo ou nada, o Furacão partiu para cima do São Paulo e num cruzamento, Antônio Carlos marcou de cabeça, garantindo a vitória e a vaga à Sul-Americana em 2008.

Balanço final do Brasileirão

Na ponta de cima da tabela, a grande surpresa da última rodada foi a derrota do Palmeiras, em casa, para o Atlético-MG. O resultado tirou a chance da equipe paulista de disputar a Taça Libertadores da América em 2008 e por falar em Libertadores, estão garantidos na competição, além do campeão São Paulo, e do Fluminense, campeão da Copa do Brasil, as equipes de Santos, Flamengo e Cruzeiro.

Já na Copa Sul-Americana os classificados são, além do Furacão que ficou com a última vaga e do São Paulo, que por ser o campeão brasileiro também disputa a competição, os times do Grêmio, Palmeiras, Atlético-MG, Botafogo, Vasco da Gama e Internacional.