O Paraná Clube recebe, amanhã, o Atlético, na Vila Capanema, pela última rodada da primeira fase do Campeonato Paranaense. A equipe aposta na força da defesa, que é a melhor da competição até o momento, e também em Giancarlo, um dos artilheiros do Estadual com cinco gols. A defesa paranista sofreu sete gols nas dez partidas que disputou, sendo que, dos últimos cinco jogos, passou com a zaga invicta em três, contra Prudentópolis, Arapongas e Londrina.

Desde a saída de Alex Alves para o Goiás, a dupla escolhida por Milton Mendes é Brinner e Naylhor que, juntos, atuaram em quatro jogos, tendo sofrido apenas dois gols, um contra o Operário e outro contra o Toledo. ‘Isso é fruto de trabalho desde o começo do ano. Nem sabia que a gente era a melhor defesa, mas fico feliz por isso’, comemorou Brinner.

Porém, o defensor sabe que a responsabilidade de manter o sistema defensivo um ponto forte do time aumenta. Para isso, quer que o trabalho continue para chegar ao fim do campeonato como a equipe que menos sofreu gols no Paranaense. ‘Acho que agora é manter a mesma concentração para que a gente possa terminar o campeonato com a defesa menos vazada’, salientou.

Criticado pelas más atuações de seu time, o técnico Milton Mendes fez questão de exaltar que sua defesa é a menos vazada do Estadual. Para ele, o time tem virtudes e precisam ser elogiadas. ‘O Paraná é hoje a defesa menos vazada do campeonato. Tem que dar valor aos nossos jogadores’, discursou.

Se com o sistema defensivo há certa tranquilidade, o ataque, mesmo com o artilheiro da competição, precisa melhorar, pois tem o terceiro pior poderio ofensivo do Estadual, com apenas 11 gols marcados. Mendes sabe da necessidade de melhorar, mas argumenta que a forma que alguns adversários enfrentaram o Paraná dificultaram a situação. ‘Temos um ataque que não foi produtivo, mas nos últimos jogos fez gols sempre. Nossa equipe tem alguma dificuldade contra equipes que jogam atrás da linha da bola’, justificou.

O técnico paranista terá a dupla de zaga titular, mas fará mudanças nas laterais. Toty não deve ter condições de jogo, depois da falta violenta que sofreu em Toledo. Gerônimo e Roniery brigam pela posição. O primeiro tem mais chances, já que Roniery ainda não atuou na temporada. Na esquerda, sem dúvidas. Breno, que cumpriu suspensão, volta ao time na vaga de Henrique.