Com mais uma semana de preparação para o início do segundo turno da Série B, diante do Brasil de Pelotas, sexta-feira que vem, na Vila Capanema, o Paraná Clube se prepara para viver uma maratona de decisões para continuar buscando o acesso para a elite do futebol nacional. O técnico Marcelo Martelotte mira uma sequência positiva de resultados positivos para recolocar o Tricolor na briga novamente pela G4 da competição nacional.

“Na verdade a gente tem que voltar a ter uma sequência positiva de resultados e fazer uma pontuação expressiva em um primeiro momento que nos leve a uma condição melhor. A oportunidade existe, os pontos estão aí para serem disputados. A diferença não é grande. Então, o que posso dizer ao nosso torcedor que acredite, independentemente das dificuldades e vamos enfrentá-las, pois não tem como você passar um turno sem ter uma certa oscilação. Vamos trabalhar em cima disso, sempre acreditando”, apontou o treinador, em entrevista à Rádio Transamérica.

Este período a mais de treinamentos, além de ter trabalhado coletivamente algumas situações importantes com o time paranista, serviu também para recuperar a condição individual de alguns jogadores. Com isso, Martelotte quer ver o Tricolor mais homogêneo durante o segundo turno da Série B.

“Existe essa importância da questão individual, o aproveitamento desse período. A gente espera colocar todos os jogadores no melhor nível e tornar mais homogêneo em termos de grupo, para que tenha esse ganho não só na parte individual. Os jogadores estão se inserindo no contexto tático, do que a gente pensa, da melhor maneira possível. Com certeza, nesse momento, o que mais se espera, é ter a total recuperação desses jogadores”, concluiu Martelotte.

Sem vencer há cinco rodadas, o Tricolor ocupa a nona colocação na classificação da Série B do Campeonato Brasileiro com 26 pontos conquistados. A diferença para o Atlético-GO, quarto colocado e primeiro time na área de acesso à Primeira Divisão é de seis pontos.