O Paraguai não se importou com a situação complicada da Argentina nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2010 nesta quarta-feira. Em Assunção, os paraguaios receberam o time argentino, que vinha de derrota por 3 a 1 para o Brasil, em casa. Sem piedade dos visitantes, venceram por 1 a 0 e garantiram a vaga na África do Sul com duas rodadas de antecedência.

Já preocupado com a ameaça de não classificar a Argentina para a Copa, fracasso que não acontece desde 1970, o técnico Diego Maradona fez quatro alterações em relação ao time que perdeu para o Brasil em Rosário, no último sábado. Uma delas foi por necessidade, já que Tévez sentiu lesão e foi substituído por Agüero. No entanto, chegou a trocar o goleiro Andújar por Romero apenas por opção.

As mudanças não surtiram o efeito desejado no primeiro tempo. O Paraguai era amplamente superior e já tinha acertado a trave por duas vezes. Aos 27 minutos, a zaga argentina não resistiu a acabou sofrendo o gol. Em bela troca de passes do ataque paraguaio, a bola chegou até Valdez, na entrada da área. O atacante do Borussia Dortmund bateu firme, cruzado, e abriu o placar.

No segundo tempo, a Argentina chegou a apresentar certa melhora, mas a expulsão de Verón acabou com as chances de reação. Ainda aos nove minutos, o meia deu uma solada e recebeu o segundo cartão amarelo. Com um a menos, Maradona tentou a salvação colocando os veteranos Palermo e Schiavi em campo – o primeiro não atuava na seleção há dez anos -, mas de nada adiantou.

A vitória conquistada pelo Paraguai no Defensores del Chaco fez a seleção chegar a 30 pontos, se tornando o 11.º país a se garantir na Copa – também nesta quarta, Espanha e Inglaterra se classificaram, se juntando a Brasil, Holanda, Austrália, Coreia do Sul, Coreia do Norte, Japão, Gana e África do Sul. Nas duas últimas rodadas, os paraguaios encaram a Venezuela fora e a Colômbia em casa.

Já a Argentina caiu para a quinta posição das Eliminatórias com a derrota, somando 22 pontos. Hoje, a seleção argentina teria que disputar uma repescagem contra o quarto colocado da Concacaf (América do Norte e Central e Caribe) para ir à Copa. Além disso, os argentinos já são ameaçados pelo sexto colocado Uruguai, que tem 21 pontos, assim como pela Colômbia, que soma 20.

Para carimbar o passaporte à África do Sul, a Argentina terá que ir bem nos dois jogos restantes. Primeiro, recebe o lanterna Peru, e depois fecha sua participação contra o Uruguai, fora de casa. Desde que assumiu o time, Maradona soma duas vitórias e quatro derrotas nas Eliminatórias, sendo uma delas a histórica goleada por 6 a 1 sofrida para a Bolívia, em La Paz.

Ficha Técnica:

Paraguai 1 x 0 Argentina

Paraguai – Villar; Verón, Júlio Cáceres, Da Silva e Torres; Vera, Santana (Ledesma), Riveros e Barreto (Víctor Cáceres); Cabañas e Valdez (Benítez). Técnico: Gerardo Martino.

Argentina – Romero; Zanetti, Sebastián Domínguez (Schiavi), Heinze e Pappa; Verón, Mascherano, Gago e Dátolo; Messi e Agüero (Palermo). Técnico: Diego Maradona.

Gol – Valdez, aos 27 minutos do primeiro tempo

Cartões amarelos – Vera, Julio Cáceres, Santana e Torres (Paraguai).

Cartão vermelho – Verón (Argentina).

Árbitro – Salvio Spínola Fagundes Filho (Fifa-Brasil).

Renda e público – Não disponíveis.

Local – Estádio Defensores del Chaco, em Assunção (Paraguai).