A diretoria do Palmeiras mais uma vez evitou o confronto entre o elenco e os torcedores. Neste sábado, após protestos da torcida na porta da Academia de Futebol, os dirigentes alviverdes, em comum acordo com a comissão técnica, decidiram cancelar o treino que ocorreria nesta tarde, dispensando os jogadores.

No final da manhã, algumas dezenas de torcedores se aglomeravam na entrada do Centro de Treinamento esperando a chegada dos jogadores, que só treinariam à tarde. Por telefone, os atletas foram avisados da dispensa forçada. Conforme já era programado, o time também não treinará no domingo, voltando a se reapresentar apenas na segunda-feira, ainda sem horário divulgado.

O temor por um confronto já havia forçado a diretoria alviverde a trocar o avião pelo ônibus no retorno a Curitiba após a goleada sofrida por 6 a 0 para o Coritiba, na quinta-feira, pela Copa do Brasil. O elenco retornou por via rodoviária, chegou a São Paulo sem alarde na sexta-feira pela manhã e evitou encontrar com os torcedores que programavam protesto no aeroporto.