Com três gols na vitória por 3 a 1 sobre o Internacional, sendo dois deles impressionantes pelas longas arrancadas e os vários dribles que deu enquanto enfileirava adversários no caminho até a meta adversária, Neymar voltou a comemorar, na última quarta-feira à noite, na Vila Belmiro, mais uma atuação fantástica de sua carreira com a camisa do Santos.

Desta forma, o atacante ajudou o seu time a conquistar os seus três primeiros pontos nesta Copa Libertadores e deu continuidade ao grande momento que vive. E a regularidade do craque e os seguidos golaços que ele vem marcando estão assombrando até mesmo os seus próprios companheiros de time, entre eles o volante Arouca.

“O Neymar é um caso de estudo. Ele consegue sempre surpreender. Estamos sempre vendo ele fazer malabarismos com a bola no dia-a-dia, mas quando chega na hora do jogo, sempre faz um pouco a mais”, destacou Arouca, para depois enfatizar que é um privilégio poder ter Neymar como um parceiro de time, e não como um rival.

“Eu prefiro me imaginar assim, jogando a favor. Contra, seria terrível. Dá para perceber o que os adversários passam quando ele vai para cima. A qualidade que ele tem, é um jogador leve e rápido. Do lado dele é sempre melhor”, completou.

GOLEADOR – Mas, independentemente de merecer ou não um estudo mais aprofundado no futebol, o fato é que Neymar segue colecionando números incríveis com a camisa do Santos. Ele completou três anos como profissional na última quarta-feira e festejou a data alcançando 90 gols com a camisa do clube. Com isso, ele se tornou o quinto maior artilheiro do time após a Era Pelé. Até o duelo contra o Inter, o craque dividia essa condição com Kléber Pereira, que fez 87 ao total.

Com 168 jogos disputados pelo clube, Neymar ostenta uma média de 0,53 gol por partida e caminha a passos largos para em breve se tornar o artilheiro máximo do clube após a Era Pelé. Robinho é o quarto maior goleador deste período, com 94 gols, enquanto João Paulo e Serginho Chulapa foram os que mais marcaram nesta fase mais recente da história santista, com 104 bolas na rede cada um, enquanto Juary contabilizou 101 ao total. Já no ranking geral de goleadores do clube, Neymar agora aparece como 25.º maior de todos os tempos.