A diretoria do Palmeiras decidiu que abrirá um processo formal na Comissão de Arbitragem da CBF contra o assistente Marrubson Freitas, que anulou incorretamente um gol legítimo do chileno Valdivia na partida contra o Paraná.

O assistente apontou impedimento inexistente do meia palmeirense mas sua condição era legal no lance.

O técnico Caio Júnior pediu a punição logo após a partida, e a diretoria do Palmeiras concordou com a posição do treinador.