O empate por 2 a 2, nesta quinta-feira, no estádio Palestra Itália, em São Paulo, contra o Avaí, foi um desfecho inesperado em uma rodada quase perfeita para o Palmeiras no Campeonato Brasileiro. Obtido nos minutos finais, com um gol de Robert, o resultado chegou a ser comemorado pela torcida alviverde, que também viu tropeçar a maioria dos rivais.

“Acho que foi um bom resultado”, afirmou o autor do gol de empate palmeirense, marcado aos 40 minutos do 2.º tempo. “Do jeito que veio, foi positivo, mas tínhamos de ganhar em casa”. A dez rodadas do fim do campeonato, o empate serviu para mostrar que o título ainda é algo longe de estar garantido.

A chuva fina que marcou a quinta na capital paulista, e que não parou durante todo o jogo, deixou o gramado do Palestra Itália bastante escorregadio, tornando a partida ainda mais dramática. As duas equipes mostraram bom toque de bola e buscaram sempre o ataque. Os quase 17 mil palmeirenses que foram ao estádio assistiram a uma partida eletrizante do início ao fim.

O Palmeiras não conseguiu o domínio inicial que planejava e sofreu o primeiro gol aos 8 minutos. William se antecipou à zaga na cobrança de escanteio e abriu o placar, de cabeça.

O time paulista sentiu o baque e demorou a se encontrar na partida. Quando tentava a reação, sofreu outro golpe, aos 32, em cobrança de falta. Émerson subiu sozinho para marcar mais um de cabeça sobre a frágil defesa da equipe da casa, ampliando a vantagem do Avaí no placar.

A esperança de reação, porém, veio antes do intervalo. Aos 38 minutos, Vágner Love aproveitou uma bola mal rebatida pela zaga adversária e diminuiu. “Era para estarmos perdendo até por três gols. Agora vamos para o tudo ou nada”, afirmou o goleiro Marcos.

E Muricy colocou Robert, Willians e Ortigoza para sufocar o Avaí. O time levou contra-ataques e viu o Avaí desperdiçar pelo menos três chances claras de gol, mas conseguiu seu objetivo a cinco minutos do fim, quando Robert marcou de cabeça e empatou. Dois minutos antes do fim, Vágner Love deu um carrinho por trás na defesa e foi expulso.

Ficha técnica

Palmeiras 2 x 2 Avaí

Palmeiras – Marcos; Danilo, Edmílson e Marcão; Figueroa, Jumar, Souza (Ortigoza), Cleiton Xavier e Jéfferson (Willians); Obina (Robert) e Vágner Love. Técnico: Muricy Ramalho.

Avaí – Eduardo Martini; Augusto, Rafael e Émerson; Luiz Ricardo, Marcus Winícius, Léo Gago, Marquinhos e Eltinho; Muriqui (Assis) e William.

Técnico: Silas.

Gols – William, aos 8, Émerson, aos 32, e Vágner Love, aos 38 minutos do primeiro tempo; Robert, aos 40 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos – Danilo, Obina (3.º) e Edmílson (3.º) (Palmeiras); Eduardo Martini e Marquinhos (Avaí).

Cartão vermelho – Vágner Love (Palmeiras).

Árbitro – Marcelo de Lima Henrique (Fifa-RJ).

Renda – R$ 705.471,24.

Público – 16.597 pagantes.

Local – Estádio Palestra Itália, em São Paulo (SP).