O técnico Cuca não esclareceu a dúvida sobre a escalação do Palmeiras para o jogo desta quarta-feira contra o Barcelona, do Equador, no Allianz Parque, pela Copa Libertadores. Ele comandou treino fechado no fim da tarde desta terça-feira na arena e, pelos cinco minutos em que a imprensa teve acesso ao trabalho, não foi possível concluir se o lateral-direito Mayke se recuperou de problema no tornozelo para poder jogar.

O jogador sentiu a lesão no fim de semana e nesta terça não estava no gramado quando a imprensa entrou. Cuca comandou um trabalho fechado durante cerca de 50 minutos, sob os olhares da diretoria. O presidente do clube, Mauricio Galiotte, junto com um dos vices, Genaro Marino, e o diretor de futebol, Alexandre Mattos, acompanhou o trabalho. A parte final liberada para a imprensa teve somente trabalhos com bola e chutes a gol.

Se Mayke não estiver bem e ficar de fora, quem deve ganhar chance como titular é Jean. O Palmeiras deve ser escalado com: Jailson; Mayke (Jean), Mina, Luan e Egídio; Thiago Santos, Bruno Henrique e Guerra; Róger Guedes, Dudu e Deyverson. Após a derrota por 1 a 0 em Guayaquil, no dia 5 de julho, a equipe precisa ganhar por dois gols de diferença para ir às quartas de final da competição.

Fora o treino fechado no Allianz Parque, o Palmeiras realizou outros dois trabalhos sem a presença da imprensa. Na segunda-feira, em Atibaia, o treinador realizou atividades com os titulares após ter escalado os reservas no domingo, contra o Atlético-PR, pelo Campeonato Brasileiro. O clube não confirmou se Mayke participou do treino em Atibaia ou se foi baixa.