Depois de vencer um dos jogos mais difíceis na temporada – 2 a 1 sobre o XV de Piracicaba -, como os próprios jogadores admitiram, o Palmeiras volta a campo neste domingo para enfrentar o Audax, às 17 horas, no estádio do Pacaembu, pela sétima rodada do Campeonato Paulista, para mais uma missão que parece ser bem espinhosa, mesmo com toda a disparidade técnica que existe entre os grandes e pequenos.

Na visão do técnico Gilson Kleina, o Palmeiras passou a ser o time mais visado na competição por ter 100% de aproveitamento e conseguindo os resultados com muita disposição. Como os adversários vão “aprender” como se joga a equipe alviverde, o desafio do treinador é conseguir reinventar o embalado clube, sem perder o ritmo. “Estamos chegando na metade do campeonato e é importante manter o nível, mas os adversários vão se preocupar mais com a gente e nos estudar bastante porque viramos uma referência”, disse o treinador.

Do outro lado, estará um time que aparece como uma das sensações do campeonato. Embora a campanha não seja encantadora – duas vitórias, dois empates e duas derrotas -, o debutante time na elite estadual chama a atenção pelo estilo de jogo, onde prioriza o toque de bola e tenta envolver o adversário. Gilson Kleina, que tradicionalmente faz questão de encher a bola dos adversários, tratou esse como especial. “O Audax joga um futebol diferente do que se joga no Brasil. Eles optam pela posse de bola e não se preocupam só em marcar”, analisou.

Junto com a dificuldade do adversário – e um respeito exagerado – outro ponto que faz a partida deste domingo ser diferente é que no próximo domingo o Palmeiras tem pela frente o Corinthians. Portanto, um tropeço e o fim dos 100% de aproveitamento seria desastroso pelo momento da equipe.

Mas Gilson Kleina não quer correr riscos e chegar no clássico sem alguns de seus principais jogadores. Por isso, ele passou os últimos dias pensando se deveria poupar ou não Marcelo Oliveira e Leandro, que estão pendurados e cansados.

Ao contrário do habitual, o treinador não quis revelar se irá contar com a dupla, mas a tendência é dar um descanso para ambos estarem bem no próximo domingo. Mesmo que a dupla seja relacionada, eles podem ficar no banco. No ataque, Diogo deve entrar no lugar de Leandro, enquanto que no meio França, autor do gol da vitória contra o XV de Piracicaba, ganhará mais uma chance.

Novidade certa é a entrada de William Matheus no lugar de Juninho, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Quem também vai para o jogo é Valdivia, poupado contra em Piracicaba.