A Federação Mexicana de Futebol informou na noite desta sexta-feira que o técnico Juan Carlos Osorio descartou renovar seu contrato para seguir como técnico da seleção mexicana. A decisão abre caminho para uma possível negociação entre o treinador, com passagem pelo São Paulo, e a diretoria do Santos.

“Depois de um período de reflexão, de profunda análise e de diversas conversas entre Juan Carlos Osorio e a Federação Mexicana de Futebol, o Professor Osorio decidiu não ser mais considerado como possível candidato a treinador da seleção para o ciclo 2018-2022”, informou a entidade, nesta sexta.

As conversas entre Osorio e a federação vinham se arrastando desde a eliminação do México nas oitavas de final da Copa do Mundo da Rússia – foi a sétima vez que a equipe caiu nesta fase. Na quarta, o novo diretor geral esportivo da Federação, Guillermo Cantú, informou que ainda não havia tomado uma decisão e que não tinha prazo para anunciar o nome do treinador, fosse Osorio ou um novo técnico.

Osorio comandava a seleção do México desde 2015 e tinha contrato somente até o final do Mundial. O treinador teve como mérito classificar a equipe à Copa na primeira colocação das Eliminatórias da Concacaf, o que não acontecia desde o Mundial de 1998. No entanto, Osorio não alcançou a meta de levar o time ao menos até as quartas de sinal em solo russo.

“Agradecemos à entrega, paixão, compromisso e carinho com o que ele atuou e preparou a seleção em cada uma de suas partidas. Osorio se tornou o treinador da seleção com o melhor aproveitamento dos últimos 28 anos, com 33 vitórias, nove empates e dez derrotas em 52 partidas”, registrou a Federação.

Ao mesmo tempo em que descarta a permanência no México, Osorio se torna alvo de rumores sobre uma possível ida ao Santos. O time brasileiro está sem técnico desde a demissão de Jair Ventura, na segunda-feira, e ainda não há previsão de acerto com outro nome.