enkontra.com
Fechar busca

De Letra

Organização estima lucro de R$ 50 bi para Londres

A cidade recebeu nos Jogos 300 mil visitantes estrangeiros e 600 mil britânicos

O prefeito de Londres, Boris Johnson, fez um balanço que ele mesmo classificou como extraordinário dos Jogos Olímpicos nesta segunda-feira e estimou que os lucros deixados pelo evento foi de cerca de 16 bilhões de euros (cerca de R$ 50,5 bilhões).

O prefeito destacou que Londres recebeu durante os Jogos 300 mil visitantes estrangeiros e 600 mil britânicos, provocando uma ocupação de 84% da rede hoteleira.

Segundo dados divulgados pelo Governo britânico, 98% dos 6 bilhões de libras (R$ 18,9 bilhões) destinados à construção e manutenção do Parque Olímpico foram investidos em contratos com empresas britânicas.

Além disso, o balanço divulgado pelo país mostra que 10 mil pessoas foram empregadas no centro comercial de Westfield, construído na entrada do Parque Olímpico, enquanto a indústria turística do Reino Unido será responsável pela geração de 12 mil novos postos de trabalhos nos próximos anos, graças ao legado deixado pelos Jogos.

A chegada dos visitantes também aumentou em 20% o movimento dos restaurantes e em 24% o movimento em bares e discotecas.

Johnson disse que os teatros britânicos também se beneficiaram com os Jogos. Somente na semana passada, as bilheterias registraram aumento de 114%, chegando a alcançar 5,3 milhões de libras (R$ 16,7 milhões).

Um dia após a cerimônia de encerramento dos Jogos, o prefeito londrino discursou ao lado do presidente do Comitê Organizador (Locog), Sebastian Coe, e do ministro de Cultura e Esportes britânico, Jeremy Hunt, para valorizar o que considerou “o evento mais extraordinário”.

 

Johnson agradeceu aos londrinos por sua “paciência, amabilidade e imaginação”, assim como o trabalho e dedicação dos responsáveis pela segurança, uma das principais preocupações do Reino Unido nos anos que antecederam os Jogos.

 

O prefeito também destacou o trabalho feito pela empresa que administra o transporte público de Londres, a TFL. A rede de transporte da capital britânica “desafiou os céticos”, segundo Johnson, depois que o envelhecido sistema de metrô de Londres não sofreu nenhum colapso considerável durante os Jogos, como temiam as autoridades.

Coe, por sua vez, lembrou que Londres receberá agora a Paralimpíada, que começam no próximo dia 29. “Os Jogos Paralímpicos se inventaram no Reino Unido em 1948 e agora queremos mudar algumas concepções errôneas sobre eles. O povo vai ver uma competição espetacular”, afirmou.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas