Os organizadores do Rally Dakar confirmaram neste sábado a morte de um espectador de 63 anos durante a sétima etapa da competição, que teve o trajeto da cidade de Uyuni, na Bolívia, até Salta, na Argentina. O torcedor foi atropelado pelo carro do francês Lionel Baud e não resistiu aos ferimentos.

Segundo o comunicado, o espectador foi atingido no quilômetro 82 da prova. Foi o segundo grave acidente da atual edição do Dakar. No prólogo do evento na Argentina, o carro da chinesa Guo Meiling perdeu o controle e se chocou contra o público. Oito pessoas ficaram feridas.

Além disso, esta foi a 64ª morte de uma pessoa na história do Rally Dakar que é disputado desde 1979. Do total, 23 competidores morreram na principal prova de enduro do mundo. Desde 2009, quando a competição se mudou da África para a América do Sul, seis pessoas faleceram.

Após a disputa de sete etapas, o domingo será de descanso no Rally Dakar. A disputa será retomada na próxima segunda-feira com uma etapa entre as cidades de Salta e Belén, ambas na Argentina.