O Santos vê a negociação com o meia Diego, do Wolfsburg, ficar cada vez mais difícil de ser concretizada. Fora a concorrência com outros clubes, os valores necessários para repatriar o jogador campeão brasileiro em 2002 são muito elevados para o clube da Vila Belmiro bancar, como admitiu o presidente santista Odílio Rodrigues.

“Nós tivemos algumas reuniões com o pai do Diego (que é o procurador do meia). Ficamos preocupados com os números. O que ele ganha na Alemanha é elevado para o futebol brasileiro”, disse o dirigente, em entrevista à Rádio Bandeirantes. “O Santos, evidentemente, tem interesse em atletas como o Diego. Mas a negociação é difícil, pelos valores envolvidos”, completou.

O jogador de 28 anos deixou o Santos rumo ao Porto em 2004 e, desde então, a cada janela de transferências tem o nome especulado no clube alvinegro. O meia também interessa ao Southampton, da Inglaterra, que leva vantagem nessa disputa por poder oferecer o salário de cerca de R$ 1 milhão que foi pedido pelo jogador para assinar com um novo clube.