A Confederação de Futebol da Oceania (OFC, na sigla em inglês) acredita que tem o direito de nomear um novo representante no Comitê Executivo da Fifa para substituir o suspenso presidente Reinaldo Temarii e participar da votação que definirá as sedes da Copa do Mundo de 2018 e 2022, na próxima semana.

Dirigentes da Oceania se reuniram neste sábado e chegaram a uma resolução que para que o atual presidente, David Chung, participe da votação do Comitê Executivo em Zurique. “Um documento foi feito à Fifa para buscar esclarecimentos sobre isto e mais nenhum comentário será feito até o momento em que a Fifa responder”, disse a OFC, em um comunicado oficial.

A Fifa se recusou a comentar o pedido da Oceania neste sábado, cinco dias antes da votação. A entidade declarou anteriormente que Temarii não pode ser substituído, enquanto ele recorre da suspensão imposta na sequência de um caso de violação de princípios do código de ética da Fifa ao ser gravado escondido em uma conversa com um jornalista.

O Comitê Executivo da Fifa definirá através de votação as sedes das Copas do Mundo de 2018 e de 2022 no dia 2 de dezembro. Inglaterra, Rússia e as candidaturas conjuntas de Bélgica e Holanda e de Espanha e Portugal tentam receber o torneio em 2018. Japão, Coreia do Sul, Estados Unidos, Austrália e Catar são candidatos ao Mundial de 2022.