Um dos 14 campeões da Copa do Brasil, o Paulista, de Jundiaí, faz a sua estreia na competição nesta quinta-feira contra o Goiás, no estádio Jayme Cintra, às 19h30. A partida do time do interior de São Paulo é uma das três partidas que dão continuidade à primeira rodada da competição nacional. Dez jogos fecham esta fase de jogos de ida na próxima semana.

O Paulista foi campeão do torneio em 2005, quando bateu o Fluminense na grande decisão. No ano passado, o time foi eliminado na primeira fase ao perder para o Atlético Paranaense e, por isso, tenta superar a marca neste ano e relembrar as glórias do passado.

Vitória e Portuguesa, por outro lado, vão em busca do título inédito para tentar apagar o vexame da última temporada, quando foram eliminados na primeira fase. Em Sergipe, os baianos encaram o São Domingos, às 20h30, enquanto que os paulistas enfrentam o Cuiabá, no Mato Grosso.

O time baiano sonha em repetir o feito de 2010, quando chegou à decisão, mas acabou derrotado pelo Santos. Na última edição, a equipe não passou da primeira fase ao ser derrotado pelo Botafogo-PB. Os paulistas, por outro lado, nunca passaram das oitavas de final. Isto aconteceu em sete oportunidades (1997, 1999, 2000, 2001, 2002, 2008 e 2010). Em 2011, o time foi parado pelo Bangu.

Disputada por 64 times, o regulamento da Copa do Brasil consiste que o sistema de disputa é o mata-mata. O campeão desde 1989 tem vaga garantida na Copa Libertadores da América do ano seguinte. Caso o time visitante vença por diferença maior ou igual a dois gols no jogo de ida, elimina automaticamente a partida de volta. Caso isso ocorra, o visitante tem o direito a 60% da renda do jogo de ida, restando ao mandante os outros 40%

Desde de 2001, os times que participam da Libertadores da América não disputam a Copa do Brasil no mesmo ano, devido ao conflito de datas com a competição continental. Assim, o campeão da Copa do Brasil nunca disputa a próxima edição, uma vez que é classificado para disputar a Libertadores do próximo ano.

A partir de 2013, a Copa do Brasil passará a ser disputada por 86 times, entre os meses de março e novembro. No novo formato, 80 clubes disputarão um mata-mata até restarem 10 clubes, que se juntarão nas oitavas de final aos cinco clubes que tiverem disputado a Libertadores e ao melhor colocado do ranking da CBF, que pode ser substituído por um sexto clube que tiver participado da competição continental como campeão do ano anterior.