O jornal espanhol “Marca” publicou nesta quinta-feira a notícia de que o meia Toni Kroos, do Bayern de Munique, foi vendido para o Real Madrid por 25 milhões de euros (aproximadamente R$ 75 milhões). O jogador, no entanto, diz que essa informação não é correta. Em entrevista coletiva concedida no Maracanã, palco da partida desta sexta-feira entre Alemanha e França, pelas quartas de final da Copa do Mundo, Kroos afirmou que só vai tomar uma decisão sobre seu futuro depois da Copa do Mundo.

“Não posso falar sobre esse assunto”, disse o jogador. “Durante o Mundial não quero que haja distrações, não desejo perder a concentração no campeonato. Isso (a conclusão de uma transferência) não vai acontecer durante a Copa.”

O fato de Kroos ter negado sua ida para o Real, entretanto, não significa que ele não esteja negociando com o clube espanhol – é até possível que o negócio já tenha sido fechado. Mas o jogador sabe que pode se meter em apuros se anunciar uma transferência durante a Copa do Mundo, ainda mais às vésperas de um clássico contra a França, valendo vaga na semifinal. Em caso de derrota para os franceses, Kroos certamente seria acusado na Alemanha de não estar devidamente concentrado no Mundial.

Kroos tem 24 anos e jogou durante toda a sua vida esportiva no Bayern de Munique – com exceção de um período de empréstimo para o Bayer Leverkusen, entre 2009 e 2010. Ótimo passador e dono de bom chute de longa distância, Kroos é comparado ao espanhol Xavi pela técnica, a visão de jogo e a facilidade para controlar o ritmo das partidas.