Pelos primeiros treinamentos de Fábio Carille no comando do Corinthians, Jô iniciará o ano como seu titular. Entretanto, caso a negociação com Didier Drogba avance, a tendência é que o ex-jogador do Chelsea, Montreal Impact, entre outros, chegue para jogar. De volta ao clube, o atacante brasileiro garante não ter preocupação com o tema e faz questão de mandar recado para o marfinense.

“Se realmente se concretizar, ele (Drogba) chega em um grupo no qual ele tem que trabalhar como todos nós. Hoje, no futebol, ninguém joga mais só com o nome. Temos um respeito pela história dele, claro, mas tem que trabalhar”, disse o atacante, em entrevista ao SporTV, direto dos Estados Unidos, onde a equipe está para a disputa da Florida Cup.

Apesar do recado, Jô garante que torce pelo acerto entre clube e jogador e que Drogba seria bem recebido pelos novos companheiros. “Ele tem idade, mas tem uma experiência fora do normal também. Se der certo, vai acrescentar bastante, pois tem experiência e porte físico. A gente só aguarda, não fica tão por dentro, mas fica feliz por ser um nome tão grande no futebol mundial”, avisou.

Sobre a desconfiança do sucesso de Drogba caso chegue ao futebol brasileiro, Jô acredita que o marfinense tem capacidade para dar conta do recado e não vê motivos para tanta descrença. “Ele é um excelente jogador, jogou na China, por que não pode jogar no Brasil que é um País onde tem muitas referências boas?”, questionou.

A diretoria do Corinthians aguarda por uma resposta do atacante marfinense. Ele já recebeu a proposta do clube e analisa, junto com seus empresários, o que fazer. Além do time brasileiro, ele também tem ofertas do Olympique de Marselha, da França, e do Montreal Impact, do Canadá, seu último clube.