Continua indefinida a situação da diretoria do Rio Branco de Paranaguá. Na noite da última sexta-feira os principais esportistas ligados ao Leão da Estradinha buscavam achar uma solução para a sucessão no clube. A principal alternativa buscada seria a indicação de Carlos Roberto Frisoli, um dos vice-presidentes para assumir o lugar de José Carlos Possas. Porém na reunião realizada no Palácio Café, no centro da cidade, a costura envolvendo o nome de Frisoli, que não estava na cidade, acabou não tendo sucesso.

“Ficou marcada para o próximo dia 20 uma assembléia para tentar definir quem irá assumir o Rio Branco. A atual diretoria espera que a oposição forme uma chapa”, disse Valdinei Garcia, repórter esportivo da Litoral FM, de Paranaguá. A expectativa era de que Carlos Roberto Frisoli aceitasse os apelos feitos a ele para assumir a presidência do Rio Branco. O antigo vice já havia assumido o cargo de maneira informal nos últimos dois meses, no lugar de José Carlos Possas.

O ex-presidente do Leão da Estradinha já havia se desligado do comando do clube para dedicar-se a suas empresas, e também por se sentir desgastado na função. Possas foi alvo de críticas da torcida depois da eliminação na Copa do Brasil pela inscrição irregular do atacante Massaro, em 2007, e da fraca campanha no último Estadual. A alternativa “viável” então seria que Frisoli substituisse Possas. Porém as eleições municipais no início do mês mudaram um pouco o rumo da história. Eleito vereador no último domingo, Frisoli tem planos também de assumir a presidência da Câmara Municipal de Paranaguá.

Outro sonho mais alto do recém-eleito vereador seria disputar a própria prefeitura de Paranaguá nas eleições de 2012. Procurado pela reportagem da Tribuna, Frisoli não retornou as ligações. Hoje o futebol do Leão da Estradinha está totalmente inativo, uma vez que o time não disputa a Copa Paraná e já foi eliminado de todas as competições de categorias de base. Somente a equipe de futsal está na ativa, disputando o Campeonato Paranaense da Série Prata.Amanhã, o Rio Branco completa 95 anos. É o segundo clube mais velho do Paraná, depois do Coritiba.