Apesar do resultado negativo no jogo de ida da decisão da Recopa Sul-Americana, o São Paulo garante que pode reverter a derrota por 2 a 1 para o Corinthians, sofrida na noite de quarta-feira no Morumbi. Para o técnico Ney Franco, o time já mostrou anteriormente que pode vencer no Pacaembu. “Em relação à competição, acho que ela está aberta. O Corinthians sai merecedor do resultado e a gente começa a trabalhar equipe para o próximo jogo do Campeonato Brasileiro”, disse o comandante.

Ele explica que o São Paulo errou muito na saída de bola e foi mal tecnicamente. “Erramos muito e isso não é culpa só do treinador. Não posso ir lá e dar um passe. Tem de ser dividido isso (a responsabilidade)”, argumentou, citando que as duas equipes atuaram de forma parecida, mas o Corinthians errou menos. “Taticamente é a mesma coisa, em posicionamento as equipes jogam espelhadas”, explica Ney, que cita a linha de quatro defensores, dois volantes, um meia de criação e três atacantes, sendo um deles como referência na área.

Luis Fabiano, o centroavante de Ney Franco na partida, não gostou da forma como o São Paulo foi derrotado, ainda mais em um momento que mais pressionava o adversário. “A gente vinha melhor e, nos momentos em que a gente estava bem, acabamos sofrendo gol. Essas coisas que a gente tem de acertar para os próximos jogos e melhorar. Fica difícil enfrentar esses times, a gente não pode ter erro”, afirmou.

Ney sempre tem a receita de que, em jogos decisivos, o importante é abrir a vantagem em seu campo. Mas ele lamenta o time não ter conseguido fazer prevalecer o mando. “Numa competição de mata-mata o ideal é ganhar em casa. Mas perdemos. Vamos trabalhar isso agora para reverter. Todo mundo vai se apresentar frustrado, para baixo, mas o próximo jogo com o Corinthians é só dia 17. Está aberto. No ano passado vencemos dois jogos lá dentro, não é impossível em relação ao mando de campo. Vamos tentar recuperar o segundo semestre pois no primeiro ficamos abaixo.”