Ciente do favoritismo do Vasco na Série B do Campeonato Brasileiro, Nenê admitiu nesta segunda-feira que a retranca dos adversários vem preocupando o time carioca, que sofreu no sábado contra o Paysandu. Mesmo em casa, o Vasco perdeu por 2 a 0, no segundo tropeço em três jogos.

No duelo contra o Paysandu, o ataque vascaíno criou pouco e não conseguiu penetrar na defesa rival. Para piorar, levou dois gols. “O time que ataca mais, dá mais espaço. A Série B é difícil, mais ainda quando enfrentamos um time que joga todo atrás. Tentamos furar o bloqueio, não conseguimos e o Paysandu foi eficiente nos contra-ataques”, comentou

O meia espera a mesma postura dos demais rivais, a começar pelo Londrina, nesta terça, no Paraná. “Não importa se o time está na zona de rebaixamento ou na briga pelo acesso. O próximo jogo, com certeza, vai ser difícil, encontraremos a mesma dificuldade”, alertou o principal jogador da equipe.

“Precisamos encontrar uma maneira de driblar essa barreira defensiva dos adversários e manter a concentração durante os 90 minutos. Não podemos perder o foco durante o jogo”, cobrou Nenê.

Líder isolado da Série B, com 22 pontos, o Vasco vai enfrentar o Londrina às 19h15 desta terça, no estádio do Café, na cidade paranaense.