Depois de uma primeira temporada de altos e baixos, o brasileiro Nelsinho Piquet começa 2009 com a responsabilidade de firmar-se na Fórmula 1. Para o GP da Austrália, que abre o Mundial no domingo(29), ele já traçou seu objetivo: terminar entre os oito primeiros, para começar o ano marcando pontos.

“Estou muito mais confiante neste ano, e ansioso para voltar a correr em Melbourne. Aprendi muito com a equipe em 2008, e agora tenho um ano de experiência, o que torna as coisas mais fáceis. Ainda é difícil saber onde estamos em comparação com os outros, mas sabemos que seremos competitivos. Farei o meu melhor para chegar ao trecho final da classificação e tentar terminar nos pontos”, afirmou o brasileiro.

A meta de Nelsinho para o início da temporada parece conservadora se comparada à de Pat Symonds, diretor da Renault. Para o inglês, a equipe da montadora francesa pode brigar por vitórias e até pelo título.

“O objetivo que eu tenho no início das temporadas é sempre o mesmo: ganhar corridas e entrar na disputa pelo campeonato. Eu acho que seria errado se tivesse qualquer ambição menor do que esta”, afirmou o dirigente.

Depois de conquistar os títulos em de 2005 e 2006 com Fernando Alonso, a Renault passou por uma crise técnica em 2007, ressentindo-se da ausência do espanhol. Com o bicampeão de volta no ano passado, a equipe acertou-se ao longo da temporada e fechou o Mundial na quarta posição, com 80 pontos e duas vitórias – ambas de Alonso, nos GPs de Cingapura e Japão.