Santos – O paraibano Kaio Márcio de Almeida só chegou a seu recorde mundial dos 50 m borboleta em piscina curta (22s6) no sábado, em Santos, depois de ter mudado toda sua preparação, explicou ontem seu técnico Léo Arruda, no encerramento do Torneio Open CBDA-Correios de Natação, no Clube Internacional de Regatas.

E a mudança foi por causa da decepção pelo desempenho na Olimpíada de Atenas/2004, quando foi 17.º nos 100 m borboleta e 19.º nos 200 m do mesmo estilo (em piscina olímpica, de 50 metros).

O próximo desafio de Kaio será o Mundial de Natação em Piscina Curta de Xangai, na China, em abril.

Já estão classificados 23 atletas do País para 18 provas. A última seletiva será em fevereiro, na etapa brasileira da Copa do Mundo, em Belo Horizonte.

Em novembro, Kaio brilhou na etapa australiana da Copa do Mundo em Sydney, com três ouros: 50, 100 e 200 m borboleta.

Com o resultado de sábado, o nadador voltou a colocar o Brasil na lista dos recordistas mundiais. Há sete anos, Gustavo Borges, Fernando Scherer, Carlos Jayme e Alexandre Massura bateram a marca do mundo no 4×100 m livre em piscina curta (3min10s45), no Vasco.