O atacante Ricardo Oliveira foi apresentado oficialmente, no final da manhã desta quinta-feira, como novo reforço do Santos, afirmando que a paixão pelo clube e a possibilidade de reencontrar Robinho, Renato e Elano, com quem atuou em 2003, foram decisivos para o retorno após 12 anos. Esses sentimentos foram mais importantes até do que a grave situação financeira em que o clube se encontra.

“Não tenho medo de não receber meu salário. Vejo uma seriedade na diretoria e vejo que estão trabalhando para sanar essas pendências. Não fico preocupado. É a paixão, e o prazer de jogar futebol que me trouxeram de volta. O Santos vai cumprir o que foi acordado comigo e com os outros atletas”, afirmou o novo dono da camisa 9 do Santos. “Transições trazem dificuldades e elas são superadas também. O momento não é bom, mas é uma transição. Isso passa. As coisas vão se encaixar”, completou o jogador, emocionado, durante a apresentação na Vila Belmiro.

O jogador de 34 anos se desligou do Al Wasl, dos Emirados Árabes, no fim do ano, e chega sem custos. Assinou um contrato curto, até o final do Campeonato Paulista, e não se mostra incomodado em ter de provar que ainda tem condições de atuar em alto nível. “Confiança é a palavra-chave neste momento. Confio no meu trabalho. Quando voltei em 2010, também havia certa desconfiança com o futebol árabe, mas provei com minhas atitudes dentro de campo. É o que vou fazer. Fazer gols está no sangue”, ressaltou.

Ricardo Oliveira chega ao Santos para ocupar a vaga de Leandro Damião, emprestado ao Cruzeiro. Agora, o técnico Enderson Moreira contará com Diego Cardoso, Gabigol, Geuvânio, Robinho, Patito, Stéfano Yuri e Thiago Ribeiro. Ele foi revelado na Portuguesa, mas despontou para o futebol no Santos, em 2003, quando foi vice-campeão da Libertadores pelo clube e terminou como artilheiro da competição. No total, foram 32 partidas e 21 gols marcados.

“É uma alegria imensa voltar ao clube depois de 12 anos. Existe um sentimento, gratidão, respeito pelo clube. Além disso, foi um pedido do meu filho (Anthony, 10 anos) que queria ver o pai vestindo a camisa do seu clube do coração. Isso também pesa”, afirmou o atacante.

Para comprovar a qualidade técnica do atacante, o Santos divulgou um vídeo em que Ricardo Oliveira consegue fazer um gol na Vila Belmiro com um chute longo, feito das arquibancadas do estádio. O vídeo está disponível na página do Santos na internet. “É força. O gol está lá. Basta acertar a posição. Não tem segredo”, disse, sorridente.