A derrota serviu para Geninho tirar conclusões importantes para os futuros compromissos. “Não tenho time para jogar aberto diante do adversário. Vou ter que jogar mais seguro”, confessou.

Segundo o treinador, a escalação de ontem foi uma tentativa arriscada, mas necessária, pois era um jogo de seis pontos e que, por atuar em casa, o Atlético tinha que vencer. Veio a derrota e a frustração.

Geninho explicou que mais uma vez, o gol sofrido abalou e desestruturou seu time. “Ele parou de evoluir de maneira racional. Só levantava a bola de qualquer jeito. O Fluminense passou a administrar o jogo, trabalhar a bola e criou chances nos contra-ataques. Cometemos erros básicos. O adversário mostrou que tem qualidade e soube jogar.”

A derrota colocou o Atlético numa situação delicada, mas Geninho disse que o time vai continuar lutando. “Não podemos jogar a toalha. Temos 9 rodadas e temos que correr atrás”, afirmou.
Sobre Danilo, o treinador disse que o zagueiro não joga mais com ele. “O Danilo pensou somente nele, não no Atlético.”