Os principais tenistas do mundo voltaram a reclamar do calendário do tênis. O espanhol Rafael Nadal e o norte-americano Andy Roddick afirmaram nesta segunda-feira que a temporada da ATP é muito longa e que os jogadores precisam de mais tempo para descansar.

“É impossível começar a jogar em 1.º de janeiro e terminar em 5 de dezembro”, declarou Nadal, que, assim como Roddick, está na China para participar do Masters 1000 de Xangai. “É impossível que venhamos e joguemos como fazíamos há cinco anos, com tantas partidas, sem sofrer problemas físicos”, disse o espanhol que, contundido, não pode defender seu título em Wimbledon.

Roddick afirmou que os tenistas precisam de um recesso maior entre as temporadas para se recuperarem e lembrou que Roger Federer, por fadiga, e Andy Murray, com lesão no pulso, não estão jogando em Xangai. “É ridículo que nosso esporte não tenha um recesso necessário para descansar, recuperar forças e voltar a treinar”, expressou. “Cedo ou tarde será imposto um senso comum”.