O espanhol Rafael Nadal teve mais trabalho do que esperava para superar o qualifier Oleksandr Dolgopolov Jr, da Ucrânia, nesta quarta-feira, em sua estreia no Masters 1000 de Madri. Em 1h26min, o número três do mundo venceu por 2 sets a 0, com parciais de 6/4 e 6/3.

Diante de torcedores ilustres, como Cristiano Ronaldo, Raul, Zinedine Zidane, Nadal teve dificuldade para se impor na partida. Dolgopolov, 62.º do ranking, se defendia bem e vendeu caro cada um dos pontos. Mesmo assim, o tenista local faturou uma quebra no terceiro game e abriu vantagem no set inicial, sem ter o saque ameaçado.

No segundo set, o ucraniano dificultou ainda mais o jogo para Nadal, que esteve longe de fazer uma grande partida. Dolgopolov conseguiu manter o seu saque até o empate em 3 a 3, quando o espanhol finalmente obteve a quebra na parcial. O ucraniano ainda teve uma chance para devolver a quebra, mas Nadal salvou o game e ainda impôs nova quebra no final, selando o triunfo.

Nas oitavas de final, o espanhol terá pela frente o forte saque do americano John Isner, que teve trabalho para superar o colombiano Santiago Giraldo, de virada, por 2 a 1: 1/6, 7/6 (8/6) e 6/2.

Ainda pela segunda rodada, o letão Ernests Gulbis fez grande jogo contra o russo Mikhail Youzhny e levou a melhor, ao fazer 7/6 (7/2) e 6/4. Nas oitavas, ele enfrentará o espanhol Feliciano Lopez, que eliminou o compatriota Oscar Hernandez, por 6/1 e 6/2. Hernandez entrou na chave principal graças à desistência do americano Andy Roddick, que alegou problema de saúde.

Já o suíço Stanislas Wawrinka precisou entrar em quadra para avançar na competição. O argentino Leonardo Mayer abandonou a partida somente no segundo set, quando perdia por 4/2. Wawrinka vencera a primeira parcial por 6/4.