O técnico Toninho Cecílio não resistiu à queda do Avaí para a lanterna do Brasileirão e foi demitido nesta segunda-feira. O coordenador de futebol Gustavo Mendes, o preparador físico Walmir Cruz e o auxiliar técnico Betinho também foram dispensados pelo clube catarinense.

A quatro rodadas do fim do campeonato, o Avaí será comandado pelo auxiliar técnico Édson dos Santos, o Neguinho, na partida contra o Cruzeiro, na quarta-feira, em Florianópolis. Em caso de derrota, o time da casa será rebaixado para a Série B.

A pressão sobre Cecílio aumentou neste final de semana com a derrota para o São Paulo, fora de casa, no sábado. Foi o terceiro revés seguido da equipe catarinense, que caiu para a última posição da tabela com a vitória do América-MG sobre o Fluminense no mesmo dia.

Em situação delicada na classificação, o Avaí nunca deixou a zona de rebaixamento nesta edição do Campeonato Brasileiro. Com apenas 29 pontos, o time de Florianópolis tem a pior defesa do Brasileirão (71 gols sofridos) e apresenta o maior número de derrotas (19).