A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) anunciou, na noite da última quinta-feira, que o técnico do Paraguai, Gerardo Martino, foi punido com uma suspensão de dois jogos depois de ter sido expulso durante o confronto com a Venezuela, na última quinta-feira à noite, em Mendoza (ARG), pela semifinal da Copa América. Na ocasião, os paraguaios se garantiram na decisão da competição após empate por 0 a 0 no tempo normal e na prorrogação, e uma vitória por 5 a 3 nos pênaltis.

Por ter sido expulso na semifinal, Martino já estaria automaticamente fora da decisão deste domingo, contra o Uruguai, em Buenos Aires, mas ele não será o único problema dos paraguaios para a decisão. Também expulso contra a Venezuela, o assistente-técnico Jorge Pautasso não poderá dirigir a seleção do país na beira do gramado. Com isso, Adrián Coria, segundo auxiliar de Martino, será o responsável pelas orientações dentro do campo diante dos uruguaios.

Pautasso foi punido com apenas um jogo de suspensão pela Conmebol, que será cumprido diante do Uruguai. A mesma pena foi aplicada ao meio-campista Jonathan Santana, outro expulso no confronto com os venezuelanos.

Após o duelo da última quarta-feira, jogadores de Paraguai e Venezuela brigaram dentro do campo em Mendoza, fato que também motivou a Conmebol a aplicar uma multa de US$ 10 mil a cada seleção e a excluir os dois países da disputa do Troféu Fair Play desta Copa América.

Para completar a lista de problemas do Paraguai, o país chegará para a final “baleado” após disputar dois jogos desgastantes contra Brasil e Venezuela, contra quem só triunfou após prorrogações e pênaltis. Além de não contar com o meia Jonathan Santana, o atacante Santa Cruz se contundiu no início do duelo com os venezuelanos e já foi vetado da decisão, assim como o lateral-esquerdo Aureliano Torres, também com lesão muscular. Já o goleiro Justo Villar, herói da disputa por pênaltis contra a Venezuela, sofreu uma contusão no músculo adutor da coxa direita e também preocupa os paraguaios, que ainda têm outros jogadores reclamando de dores musculares, entre eles o atacante Haedo Valdez e o meia Barreto.