Na estreia do meia Paulo Henrique Ganso, que entrou no segundo tempo, o São Paulo venceu o Náutico por 2 a1, de virada, no Morumbi, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Com o resultado, a equipe tricolor chegou aos 62 pontos e pode garantir uma vaga na Libertadores ainda hoje -basta que o Botafogo não vença o Sport. Já o Náutico estacionou nos 45 pontos.

A partida marcou o recorde de público deste Nacional. 62.207 pagantes foram ao estádio para ver a primeira partida de Ganso pelo clube paulista.

A expectativa criada pela estreia do meia Paulo Henrique Ganso não foi correspondida no primeiro tempo. Não só porque o meia não entrou, mas também pelo fraco futebol apresentado pelas duas equipes.

No fim do primeiro tempo, após Lucas arriscar um chute de fora da área e quase abrir o marcador, o São Paulo deu sinais de que iria pressionar o rival pernambucano. Porém, não foi isto que aconteceu.

O atacante Luis Fabiano ainda se envolveu em uma pequena confusão depois de tomar um drible do zagueiro Alemão. Os jogadores do Náutico partiram para cima do atleta são-paulino. O camisa 9 se desculpou, mas recebeu o cartão amarelo.

Na volta do intervalo, apesar das poucas oportunidades criadas pelo sistema ofensivo do time paulista, Ganso permaneceu entre os suplentes.
O técnico Ney Franco teve que fazer uma alteração por contusão. O zagueiro Rafael Toloi sentiu dores tornozelo e cedeu lugar a Edson Silva.

Não bastasse a modificação forçada, aos 3min, Rhodolfo derrubou Kieza na intermediária. Souza cobrou a infração com perfeição e abriu o placar no Morumbi.

O gol do Náutico antecipou a entrada de Ganso. Aos 10min, quando o jogador estava pronto para substituir Jadson, o São Paulo chegou ao empate.

Osvaldo recuperou a bola no ataque e cruzou na cabeça de Luis Fabiano. Livre, ele marcou seu 17º tento nesta edição do Nacional.
Os mandantes continuaram melhores. Aos 25min, Lucas fez uma bela jogada individual e serviu Luis Fabiano na área. O árbitro Wagner Reway assinalou a penalidade, convertida pelo goleiro Rogério.

Já no fim do confronto, o São Paulo teve duas boas chances para ampliar a vantagem, mas Luis Fabiano e Wellington erraram as conclusões.
Na próxima rodada, o São Paulo visita a Ponte Preta. O Náutico joga com o Bahia, também fora de casa.

SÃO PAULO
Rogério; Paulo Miranda, Rafael Toloi (Edson Silva), Rhodolfo e Cortez; Denilson, Wellington, Jadson (Ganso), Lucas e Osvaldo (Cícero); Luis Fabiano. Técnico: Ney Franco

NÁUTICO
Felipe; Patric, Alemão, Jean Rolt e Douglas Santos; Alison, Josa, Souza (Reis) e Rhayner; Kieza e Rogério (Kim). Técnico: Alexandre Gallo

Estádio: Morumbi, em São Paulo
Árbitro: Wagner Reway
Gols: Souza, aos 3min, Luis Fabiano, aos 9min, e Rogério, aos 26min do 2º tempo
Cartões amarelos: Luis Fabiano, Rhodolfo, Wellington (S), Douglas Santos, Alemão, Kieza, Josa e Kim (N)