O torneio Marbella Cup, que acontece de 1.º a 12 de fevereiro, na Espanha, funciona como uma feira para empresários e olheiros europeus observarem os jogadores que disputam a competição, a fim de engatilharem futuros negócios. É dessa disputa que o time principal do Atlético participará. Em sua terceira edição, o evento tem entre seus promotores várias empresas que agenciam jogadores, entre elas Sportfive, GB Sports e Sport Service, com escritórios espalhados em toda a Europa e na Ásia. Também é parceira da Marbella Cup a associação de agentes de jogadores da Liga espanhola. Confira no site www.marbellafootballcenter.com.

Trata-se de uma competição que atrai o interesse de vários clubes “vendedores”. Por isso, além da concorrer a uma premiação de 12 mil euros (aproximadamente R$ 32 mil) que é paga ao campeão da Marbella Cup, o Atlético terá a oportunidade de colocar na vitrine seus principais jogadores para futuras negociações com o futebol europeu. A dupla de zaga atleticana, formada por Manoel e Cléberson – destaques do Atlético na Série B do Campeonato Brasileiro do ano passado – tem potencial para ser o principal alvo dos empresários europeus.

A dupla, inclusive, esteve próxima de deixar o Atlético ainda no ano passado. Manoel foi pretendido por clubes de destaque do futebol brasileiro, como Corinthians, Internacional e Fluminense, além do Nápoli, da Itália, mas nenhum deles fez propostas que agradassem a diretoria do Furacão. Especula-se que o valor do passe do defensor atleticano, que tem contrato até dezembro de 2015, gira em torno de R$ 20 milhões.

Com status de grande promessa do futebol brasileiro, o zagueiro Cléberson, com apenas 20 anos, esteve próximo de deixar o Furacão. O destino do defensor atleticano seria o Corinthians. O Grupo Sonda fez uma proposta para tirar o jogador do Furacão e colocá-lo no campeão mundial. Porém, sem ter os valores divulgados, a proposta ficou abaixo do esperado pela diretoria atleticana e o jogador segue, por enquanto, vestindo a camisa rubro-negra. O volante Deivid e o atacante Marcelo, que também se destacaram na Segunda Divisão do ano passado, também deverão ser bem observados pelos olheiros do Velho Continente.

Se conseguir emplacar alguma negociação durante sua estada na Europa, o Atlético terá mais cacife para reforçar o elenco principal para a disputa da Copa do Brasil e da Série A, que até agora recebeu somente o meio-campo Maranhão, que veio do Cruz Azul, do México.