Enquanto aguarda a diretoria definir quem será o novo técnico, o Santos vai enfrentar nesta quarta-feira o Goiás, às 19h30, no estádio Serra Dourada, em Goiânia, pela 12.ª rodada do Campeonato Brasileiro, em um confronto direto na briga contra o rebaixamento. Os dois times têm 10 pontos – o paulista abre a zona da degola, em 17.º lugar, e o goiano está uma posição acima.

A cúpula santista se reuniu na noite da última segunda-feira, conversou mais vezes nesta terça e decidiu que o atual técnico Marcelo Fernandes voltará a ser auxiliar. Dorival Junior e Alexandre Gallo são os favoritos para assumir o comando do time. Os dois já passaram pelo clube – o primeiro foi treinador em 2010 e o segundo atuou como volante da equipe na década de 1990.

Antes dessa definição, o time tem a responsabilidade de encerrar a série de três derrotas consecutivas. No último treino antes da viagem para Goiânia, os jogadores fizeram apenas um trabalho recreativo. O zagueiro David Braz e o meia Lucas Lima foram poupados, mas devem jogar.

O Santos vai entrar em campo com um esquema tático diferente, trocando o 4-3-3 pelo 4-4-2, O atacante Geuvânio, que foi expulso contra o Grêmio e terá de cumprir suspensão automática, será substituído pelo meia Rafael Longuine. A dupla ofensiva terá Gabriel e o artilheiro Ricardo Oliveira.

“Tentamos deixar o time ofensivo. É um jogo difícil, mas temos tudo para conseguir um bom resultado”, disse Marcelo Fernandes. O meia Marquinhos Gabriel está recuperado de incômodo muscular na coxa esquerda e fica à disposição no banco de reservas.