O britânico Andy Murray segue com dificuldades para conseguir bons resultados no saibro. Depois de ser eliminado na partida de estreia em Montecarlo, ele foi derrotado pelo espanhol David Ferrer por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 6/4, em 1 hora e 36 minutos, pelas oitavas de final do Masters 1000 de Roma.

Campeão do Torneio de Acapulco neste ano, Ferrer mostrou estar muito mais adaptado ao piso do que Murray, quarto cabeça de chave em Roma. Agora, o tenista espanhol vai enfrentar o francês Jo-Wilfried Tsonga, que eliminou o colombiano Santiago Giraldo, em um confronto inédito.

O sueco Robin Soderling foi outro favorito a ser eliminado nesta quinta-feira em Roma. O cabeça de chave número 5 foi derrotado pelo suíço Stanilas Wawrinka por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 6/2, em 1 hora e 17 minutos. Agora, o suíço vai enfrentar o vencedor do jogo entre o espanhol Rafael Nadal e o romeno Victor Hanescu.

Contundido, o croata Ivan Ljubicic não entrou em quadra nesta quinta-feira e, por isso, o espanhol Feliciano Lopez avançou às quartas de final em Roma. Seu próximo adversário será o letão Ernests Gulbis, algoz do suíço Roger Federer, que eliminou o italiano Filippo Volandri nesta quinta.