Dez dias depois de deixar o comando do São Paulo, Muricy Ramalho foi submetido a uma cirurgia para remover a vesícula na manhã desta quinta-feira. O ex-treinador são-paulino passa bem e ainda não tem previsão de alta, de acordo com informações do boletim médico divulgado pelo Hospital São Luiz.

“O Hospital São Luiz informa que o ex-técnico do São Paulo Futebol Clube, Muricy Ramalho, foi operado esta manhã para retirada da vesícula por cálculo. A cirurgia foi um sucesso e o paciente passa bem”, divulgou o hospital, nesta quinta-feira.

A cirurgia já era prevista desde antes de Muricy deixar o time, no dia 6 de abril. Os problemas de saúde do técnico foram justamente a causa principal da sua demissão. “Estou arrebentado com a minha saúde, não estou aguentando mais”, dissera o treinador, um dia antes de sua saída do clube paulista.

Além de sofrer com as pedras na vesícula, Muricy teve uma crise de diverticulite no início do ano. O problema levou o treinador a ficar internado e perder a estreia do São Paulo na temporada. No ano passado, ele também teve uma crise de arritmia cardíaca e precisou ser hospitalizado.

Foi a preocupação com a saúde, aliada aos resultados irregulares do São Paulo, que levaram Muricy a deixar o comando do time, em comum acordo com a diretoria. “Resolvi tomar essa atitude que é difícil, porque isso aqui é a nossa vida. Mas tive que olhar com carinho para a minha saúde”, afirmara o técnico ao confirmar sua demissão há dez dias.