Muricy Ramalho minimizou nesta quarta-feira a nova cirurgia de Paulo Henrique Ganso e projetou o retorno do meia a tempo de disputar uma eventual final da Copa Libertadores. Para o técnico, o jogador deverá ter uma recuperação rápida após a artroscopia que será realizada na sexta-feira, um dia após o duelo com o Vélez Sarsfield-ARG, pela volta das quartas de final.

“Será um procedimento [cirúrgico] simples. De 10 a 15 minutos. Ele vai jogar normalmente na quinta-feira, sem problemas. Ele jogou as últimas partidas desta maneira”, minimizou o treinador.

Muricy revelou que a decisão de fazer nova operação no joelho direito foi tomada em conjunto com médicos e o próprio jogador. “É para o bem do jogador parar agora. Todos acharam isso, os médicos e ele também, porque um dos objetivos dele é a seleção. E se continuasse a jogar agora poderia perder a Olimpíada”, explicou.

O técnico conta com Ganso na quinta para reverter a vantagem do Vélez e conquistar a classificação para as semifinais. “O Vélez é o melhor time da Argentina. Tem o mesmo técnico e elenco há muito tempo. Será um jogo duríssimo. Vamos jogar no nosso campo e a torcida vai fazer pressão”.

Se avançar às semifinais da Libertadores, Muricy contará com Felipe Anderson e Gerson Magrão, inscrito recentemente no lugar de Ibson, para a vaga de Ganso na equipe titular. O meia só voltará ao time na competição se o Santos chegar à final.