Muricy Ramalho fechou o último treino antes da primeira partida da semifinal da Copa Sul-Americana e não quis confirmar a equipe que entrará em campo nesta quarta-feira, contra a Ponte Preta, no Morumbi. A única dúvida fica no ataque: Luis Fabiano, Ademilson e Aloísio disputam duas vagas, mas o treinador não revelou quem serão os escolhidos.

Perguntado na entrevista coletiva desta terça-feira sobre quem seriam os escolhidos, Muricy não hesitou. “Não vou falar, deixa isso para a hora do jogo. Se vocês prestaram atenção nos detalhes, vão saber”, afirmou.

Poucos instantes antes dessa resposta, o técnico havia feito um balanço do desempenho de Luis Fabiano na partida contra o Flamengo (última vez que o São Paulo jogou com os titulares, na quarta-feira passada). O atacante vive um mau momento e não marca gol há mais de dois meses, mas, mesmo tendo passado em branco contra o time carioca, mostrou mais disposição em campo.

“Ele melhorou bastante e participou mais da jogada, isso é natural pelo treinamento que vinha fazendo. Centroavante vive de gols e ele não fez, mas da parte física e técnica foi bem melhor que outro”, disse Muricy, ao comentar especificamente sobre Luis Fabiano.

Em seguida, o técnico falou que espera que os talentos individuais possam fazer a diferença. “Tudo é importante, o lado coletivo é importante mas sempre precisa de alguém que define. As duas coisas são importantes, ter o lado coletivo é importante, mas não pode faltar quem possa resolver individualmente”, explicou.

Muricy já testou todas as formações com o trio de atacantes e a que mais correspondeu teve Ademilson e Aloísio. Outra opção é juntar Aloísio e Luis Fabiano: os dois dividem a artilharia do clube no ano, com 21 gols marcados.

Assim, a provável escalação do São Paulo diante da Ponte Preta tem Rogério Ceni; Paulo Miranda, Rodrigo Caio, Antônio Carlos e Reinaldo; Denilson, Maicon, Douglas e Ganso; Aloísio (Ademilson) e Luis Fabiano.