O técnico José Mourinho tratou com naturalidade a derrota do Manchester United para o Real Madrid na Supercopa da Europa, nesta terça-feira, na Macedônia. O português não escondeu a admiração pelo time espanhol, principalmente pelo meio de campo, considerou o resultado de 2 a 1 normal e “celebrou” o fato de não ter que enfrentar o rival no Campeonato Inglês.

“Estou feliz com muitos pontos do nosso desempenho. No Campeonato Inglês, não temos o Real Madrid. Apesar de termos um grande time, eles tem uma equipe diferente, com qualidades diferentes. Para os jogadores do meio de campo do Real, não há resposta. Não há resposta para o Modric, nem para o Toni Kross, nem para o Isco e nem para o Casemiro”, considerou.

Outro nome do Real bastante elogiado por Mourinho foi o atacante Gareth Bale. Ao longo dos últimos dias, o treinador inclusive chegou a manifestar o interesse em levá-lo para o Manchester se o clube madrilenho não contasse mais com ele para esta temporada. Mas o próprio português considerou que a escalação do galês nesta terça mostrou sua importância para o elenco espanhol.

“Não vamos começar negociações com o Real Madrid e nem com o Bale. Ficou claro que contam com ele. Então, que ele fique e seja feliz”, disse. “Um jogador que joga uma Supercopa é porque conta com o apoio do treinador, do clube, e porque conta com ficar no clube em que está. Por isso, não vamos iniciar algo que estávamos disposto a fazer.”

Mourinho também minimizou a má atuação do atacante Romelu Lukaku, que, apesar do gol marcado, acumulou chances perdidas e pareceu disperso em campo em alguns momentos. “É difícil jogar contra um time que domina a posse de bola. Ele tentou. Claro, perdeu uma chance com o gol aberto, mas deixou sua marca e lutou com os zagueiros. Estou feliz com a forma com que se encaixa neste grupo incrível.”

O polêmico treinador ainda explicou por que não ficou com sua medalha referente ao segundo lugar no torneio e preferiu entregá-la a um jovem torcedor do Manchester. “Mesmo quando eu venço, algumas vez não mantenho as medalhas. Então, imagina quando eu perco. Para aquela criança, a medalha significa a lua. Era uma pequena criança com a camisa do Manchester.”