José Mourinho está radiante. Numa jogada só, pode reforçar a sua atual equipe e ainda enfraquecer o Real Madrid, clube que o dispensou no fim da temporada passada. Isso porque o treinador português afirmou nesta sexta-feira que o Chelsea está muito perto de acertar a contratação do brasileiro Willian, que está no Anzhi.

A movimentação estratégica atinge o Real Madrid diretamente. Isso porque o Tottenham tinha certeza que ficaria com Willian, um dos jogadores liberados pelo Anzhi depois que o bilionário dono do clube desistiu de torrar dinheiro com futebol. Se contratasse o brasileiro, a equipe do norte toparia liberar Gareth Bale, sonho de consumo número 1 do Real Madrid.

A imprensa britânica já dava certa a ida de Willian para o Tottenham, enquanto os espanhóis (e também os italianos) garantiam que Bale chegaria no fim de semana a Madri. A reviravolta veio nesta sexta, pelas mãos de Willian.

“Ele já tomou sua decisão. Eu não quero falar antes do tempo porque o futebol pode te enganar, mas eu sei que o jogador (Willian) quer (jogar no Chelsea) e no momento nós não podemos negar essa possibilidade”, disse Mourinho, otimista com a negociação.

O português, que concedeu entrevista coletiva nesta sexta, depois deixou claro que Willian acertará com o Chelsea e que para isso acontecer falta apenas o brasileiro ser aprovado nos exames. “A melhor coisa dos exames médicos é que eles são secretos. Se o jogador estiver bom, você assina com ele. Se não, você não destrói a sua carreira”, disse Mourinho, como que revelando que Willian fará os exames.

Depois, perguntado se o brasileiro e o Chelsea estavam perto de um acordo, o treinador avisou: “Nós temos que fazer os exames médicos”. William tem 25 anos, foi revelado pelo Corinthians, e logo vendido ao Shakhtar Donetsk. No começo do ano acertou com o Anzhi, por 35 milhões de euros (na época R$ 94 milhões). Agora sua a imprensa britânica especula que o Chelsea desembolsará 23 milhões de libras (cerca de R$ 85 milhões).