A Federação Paranaense de Futebol (FPF) vai tentar evitar que a sede da entidade, situada na Victor Ferreira do Amaral, vá a leilão. A Justiça Estadual do Paraná determinou que o imóvel onde funciona a entidade seja leiloado em razão de dívidas tributárias contraídas pela entidade.

O presidente da FPF, Onaireves Moura, entretanto, garantiu à Tribuna que o departamento financeiro da entidade vai quitar a dívida referente ao processo para evitar o cumprimento da determinação judicial. “Vamos quitar a dívida e impedir, desta forma, o leilão”, assegurou.

O edital do leilão foi publicado na edição do último dia 20 de maio do Diário da Justiça do Paraná. O edital é asinado pelo juiz da 1ª Vara da Fazenda Pública de Curitiba, Alexandre Barbosa Fabiani e a sede da federação é avaliada em R$ 412,9 mil.

A indicação do leilão é fruto de um processo de autos de execução fiscal movido pela Procuradoria do Município de Curitiba por conta de dívidas de IPTU (Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana) – a dívida total da FPF, que vem se acumulando desde 1991, é de R$ 3,1 milhões.