Um torcedor do Toulouse, de 28 anos, que foi brutalmente atacado em Belgrado por torcedores sérvios no último dia 17, morreu nesta terça-feira no hospital em que estava internado na capital sérvia. O francês Bruce Taton foi vítima de golpes na cabeça, nos pulmões e em outras partes do corpo depois do jogo entre o time francês e o Partizan, pela Liga dos Campeões da Europa.

O ataque aconteceu em um bar no centro de Belgrado e deixou outros dois torcedores franceses e um sérvio levemente feridos. Dez pessoas foram presas e poderão ser acusadas de tentativa de homicídio, crime que poderá acarretar em uma sentença de 40 anos de prisão aos condenados, segundo procuradores sérvios informaram nesta terça-feira.

O ministro dos Esportes da França, Rama Yade, afirmou que a morte de Taton “não pode ficar impune”. “Esse trágico evento mergulha o futebol europeu em luto”, afirmou Yade em um comunicado. “Eu estou pedindo por uma reação de maior severidade contra as pessoas responsáveis por este assassinato e estou dando o meu apoio para as autoridades sérvias para ter certeza de que este crime não ficará impune”, reforçou.

Na semana passada, o promotor do Estado da Sérvia solicitou a suspensão de dois grupos ultranacionalistas que têm atacado grupos estrangeiros e ameaçaram a realização de uma parada gay em Belgrado, cancelada anteriormente por causa das ameaças.