enkontra.com
Fechar busca

De Letra

Comando

Milton Mendes é o novo técnico do Paraná Clube

Treinador catarinense acumula experiência apenas com o futebol do Catar

  • Por Irapitan Costa

O “mistério” em torno do comando técnico do Paraná Clube chegou ao fim de forma insólita. Milton Mendes, 48 anos, foi oficialmente apresentado como o novo treinador da equipe. Apesar de desconhecido no cenário nacional, o profissional tem doze anos de experiência no futebol português. O seu currículo, que conta com uma série de cursos preparatórios da Uefa, foi decisivo na escolha final do diretor executivo Roque Júnior. O Tricolor pretende criar uma metodologia de trabalho, visando uma simbiose entre a técnica brasileira e a disciplina europeia.

A escolha por Milton Mendes, no mínimo, foge do lugar comum. Historicamente, o Paraná vem se notabilizando por abrir portas a novos treinadores, muitas vezes premido por um orçamento restrito. Desta vez, o clube foi além. Procurou adequar suas necessidades a um novo perfil de trabalho. Catarinense de Criciúma, Milton iniciou sua carreira de jogador no Vasco da Gama, no final dos anos 80. Meia, não vingou no clube carioca e foi construir a sua vida profissional em Portugal. Foram quinze anos como atleta, defendendo equipes menores, como Louletano, União da Ilha da Madeira e Machico.

Em 2002, fez a transição do campo para a “prancheta” no próprio Machico. Formado em educação física, entre 2003 e 2008, realizou uma série de cursos para treinadores da Uefa, sendo graduado como técnico de primeiro nível na categoria Uefa Pro. Também pela confederação europeia, concluiu pós-graduação para treinadores de nível elite e fez curso de tática e treinamento. “Ele tem características que se encaixam neste projeto do Paraná Clube. Ele foi jogador aqui no Brasil, conhece a realidade do atleta. E, além disso, tem toda a teoria necessária para fazer um grande trabalho”, resumiu Roque Júnior.

Milton Mendes não vê sua contratação como uma “aposta” e não teme ter que superar algumas barreiras na implementação de sua dinâmica de trabalho. “Jogador tem cérebro. Ele tem que pensar o jogo. Num esporte de alto rendimento como o futebol, o atleta precisa saber que cada jogo, cada situação, exige um tipo de comportamento. Você não vai atuar sempre de uma forma”, afirmou o treinador. Ele não vê o trabalho projetado pelo Paraná como algo inédito no Brasil. “O Paulo Autuori, por quem em tenho grande respeito e admiração, fez algo similar no Botafogo, em 95, e chegou ao título brasileiro”, recordou.

O novo treinador chega também com uma nova comissão técnica, também com experiência internacional. Seu auxiliar será o português Ulisses Morais, 56 anos. Além de muitos anos atuando na primeira divisão de Portugal, ele tem, como Milton, todos os cursos preparatórios da Uefa. O preparador físico será Darlan Schneider, sobrinho de Luiz Felipe Scolari. O profissional, que já atuou nas seleções brasileira e portuguesa, teve uma rápida passagem pelo Tricolor em 2011, na comissão técnica de Guilherme Macuglia.

De volta a Curitiba 28 anos depois

Após 28 anos, uma nova etapa da vida de Milton Mendes começa por Curitiba. Em 1985, frente ao Coritiba, ele atuou pela primeira vez no time principal do Vasco da Gama. O jogo, pelo Campeonato Brasileiro daquele ano, foi disputado no dia 20 de março e terminou empatado (0x0). “Creio que é uma feliz coincidência. Nada nessa vida é por acaso. Estou muito feliz e confiante num grande trabalho, a partir do projeto que me foi apresentado”. Mesmo afastado do Brasil há tempos, o novo técnico do Paraná Clube garante que está inteirado dos assuntos significativos do futebol nacional.

“Tenho dupla cidadania, mas sou brasileiro. Aqui, estão os melhores jogadores do mundo e quero dar a minha contribuição ao Paraná, nesta sua caminhada de retorno &agrave,; primeira divisão. Chego para fazer história no clube”, cravou o treinador. Mesmo tendo trabalhado por seis temporadas no Catar, Milton Mendes mantém sua “base” na Ilha da Madeira, em Portugal, onde moram sua esposa e filhos. “Para mim é uma honra trabalhar no Paraná e com o Roque Júnior. Seu histórico no futebol dispensa comentários e o fato dele acreditar nesse projeto é um sinal de que estamos no caminho certo”, comentou o novo técnico paranista, que já conhece alguns atletas do clube.

O goleiro Marcos, por exemplo, conviveu com Milton Mendes nas temporadas 2007/2008, no Marítimo. Na época, o time era comandado por Sebastião Lazaroni e Milton Mendes era um de seus auxiliares técnicos. “Sei que o Paraná conta com alguns jogadores de muita experiência e que serão fundamentais nesse processo de montagem do time. Vamos buscar muito a integração entre esses jogadores e os mais jovens, buscando um grupo equilibrado e competitivo”, arrematou Mendes.

Daniel Castellano/Gazeta do Povo
Milton Mendes fez sua carreira de treinador em Portugal e também fez cursos específicos na Uefa.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

19 Comentários em "Milton Mendes é o novo técnico do Paraná Clube"


Rogerio Couto Pereira
Rogerio Couto Pereira
4 anos 11 meses atrás

É Vinicius o Paraná tem até diretor de assuntos internacionais. Deve ser para quando forem pro Paraguai KKKKKK

vinicius agua verde
vinicius agua verde
4 anos 11 meses atrás

O Paraná está no caminho certo, pois não tem dinheiro do governo, contrata o que pode, tomara que o cara faça um bom trabalho, tomara que a torcida faça a sua parte e não deixe o Parana nesta mesmice de todo ano. Tinha que trocar uns diretores….

Rogerio Couto Pereira
Rogerio Couto Pereira
4 anos 11 meses atrás

Cursos na UEFA muito bom heim, talvez com todo esse estudo consiga tomar o vice do capeenga ano que vem. KKKKKKK

Gustavo Mayer
Gustavo Mayer
4 anos 11 meses atrás

Do Paraná, o xoxa só pega o que não presta. Cite um só jogador que tenha feito tanto sucesso como o Élcio fez no Paraná? Vcs são umas melancias mesmo. Qto a ser maior, vamos ver o que cada um fez “sozinho” sem ajuda de arbitragens, BNDES ou outros..

Tunico S.
Tunico S.
4 anos 11 meses atrás

Paraná tá virando testa de ferro do Coxa. Testa, se prestar vai pra lá, caso contrário vai para outro time ruim.

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas