Washington  – Valorizar o toque de bola e o passe, manter o padrão de jogo do pan-americano e não se deixar trair pela correria afobada da Coréia do Sul. Estas são as orientações do técnico Paulo Gonçalves para o Brasil tentar estrear bem no mundial feminino, hoje, às 15h15 (16h15 em Brasília), no JFK Stadium. A seleção alcançou a terceira posição na última edição da competição, disputada também nos Estados Unidos (1999).

Gonçalves vai deixar a meia-atacante Milene no banco de reservas. A mulher do craque Ronaldo foi confirmada na seleção em meio a protestos de algumas jogadoras, que a consideram sem competência para defender a equipe. O treinador gastou parte do tempo da última preleção para falar sobre a necessidade de as atletas deixarem de lado a medalha de ouro no pan e se concentrarem no mundial. O time está escalado, com Andréia; Simone, Juliana, Tânia Maranhão e Rosana; Renata, Formiga e Daniela Alves; Marta, Maicon e Kátia Cilene.