"São questões pessoais que a sociedade não pretende comentar", declarou laconicamente o porta-voz do Milan, sobre o envolvimento de Ronaldo com travestis no Rio de Janeiro.

Na manhã de ontem, o atacante do Milan, que está no Brasil para tratar o seu joelho esquerdo, viu-se envolvido em um incidente com três travestis em um motel na Barra da Tijuca.

A travesti Andréia Albertini, cujo nome verdadeiro é André Luis Ribeito Albertino, prestou queixa em uma delegacia da capital carioca, acusando o jogador de não ter pago o programa. Por sua vez, Ronaldo afirmou em seu depoimento que foi vítima de tentativa de extorsão por parte de Albertini, que teria exigido R$ 50 mil.

Segundo o delegado Carlos Augusto Nogueira, a confusão entre o craque e as travestis começou quando Ronaldo se deu conta de que as "prostitutas" que havia contratado eram, na verdade, travestis.

O brasileiro teme que esse incidente acabe com a sua carreira no futebol.