O presidente da CBF, José Maria Marin, confirmou neste domingo à tarde que a seleção brasileira fará dois amistosos contra Portugal no próximo ano, quando o Brasil também será palco da Copa das Confederações. O dirigente anunciou a disputa dos confrontos das tribunas do Pacaembu, onde foi acompanhar o clássico entre Corinthians e São Paulo, pela última rodada do primeiro turno do Campeonato Brasileiro.

“Pelo laço entre os dois países, pela proximidade, já confirmei com o presidente da Federação Portuguesa de Futebol (Fernando Soares Gomes da Silva) a realização destes dois jogos. Só não temos as datas ainda”, afirmou Marin, sem conseguir precisar se estes amistosos aconteceriam antes ou depois da disputa da Copa das Confederações, que serão realizadas entre 15 e 30 de junho de 2013. O certo é que será um amistoso no Brasil e outro em Portugal, nos moldes do que foi feito recentemente nos duelos diante da Argentina.

O mandatário da CBF também voltou a elogiar a convocação feita por Mano Menezes na última quinta-feira, quando o treinador chamou os jogadores para os amistosos contra África do Sul, no Morumbi, e contra a China, no Estádio Arruda, em Recife, respectivamente nos próximos dias 7 e 10 de setembro. O dirigente enfatizou que a seleção precisa manter uma base de jogadores e Mano vem seguindo essa linha em suas convocações.

Já ao ser questionado se estaria no Pacaembu para acompanhar, por exemplo, o técnico Tite como possível opção para o comando da seleção, Marin também descartou qualquer chance de o atual técnico do Brasil ser demitido neste ano, apesar das derrotas mais recentes diante de Argentina, em amistoso nos Estados Unidos, e México, na final dos Jogos Olímpicos de Londres.

Marin ainda garantiu que nenhum clube enviou até agora algum ofício à CBF pedindo a liberação de jogadores convocados para os dois próximos amistosos da seleção, tendo em vista o fato de que os mesmos ficarão desfalcados em jogos do Brasileirão ou em competições internacionais.