Tricampeão da Corrida Internacional de São Silvestre, Marílson Gomes dos Santos desta vez não participará da 90ª edição da prova, no próximo dia 31, em São Paulo. Vencedor do tradicional evento em 2003, 2005 e 2010, o brasileiro abriu mão de competir na capital paulista neste final de ano para se poupar visando a tentativa de classificação para a prova da maratona da Olimpíada de 2016, no Rio.

Marílson, hoje com 37 anos de idade, temia o risco de sofrer uma lesão com sua participação na São Silvestre e preferiu focar a sua participação em uma maratona no primeiro semestre de 2015, quando tentará obter índice para os Jogos Pan-Americanos, em Toronto, e para o Mundial de Atletismo, em Pequim, ambos também marcados para o próximo ano.

“Para mim será doloroso assistir à prova pela televisão. É uma corrida de que eu sempre gostei e na qual tenho muita história. Não só pelas minhas vitórias, mas por todas as outras vezes em que participei. Era sempre uma grande festa”, ressaltou o fundista, por meio de declarações reproduzidas nesta terça-feira pelo site oficial da prova.

Marílson explicou que “não podia sacrificar o ano que vem, que será muito importante para mim”, antes de enfatizar que precisa se resguardar para os seus três próximos principais objetivos. “Eu vinha de alguns anos treinando e competindo muito, sempre constante, e estava precisando de um descanso para tentar essas marcas para as Olimpíadas, o Pan e o Mundial”, completou.

Além de ter vencido a São Silvestre por três vezes, Marílson foi vice-campeão da tradicional corrida em 2002, quando foi superado apenas pelo queniano Robert Cheruiyot. Antes disso, ele foi quarto colocado em 1999, ano em que estreou na prova, e repetiu a mesma colocação em 2001.